Publicidade Oficial

Publicidade Oficial

quarta-feira, 23 de abril de 2014

ALERTA: CAOS EM RECIFE – TEMPORAIS E ALAGAMENTOS NA CIDADE

Moradores de Recife (PE) estão sofrendo com as fortes chuvas que andam caindo na cidade. Segundo a Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac) somente entre segunda e terça-feira foi registrada a marca de 79,6 milímetros de chuva. Para se ter uma ideia, esta quantidade representa mais de 25% da quantidade de chuvas que era prevista para cair durante todo o mês de abril (a expectativa era de 290 mm de chuva durante todo o mês).

Na Região Metropolitana do Recife, a situação ainda é mais complicada. O município de Cabo do Santo Agostinho registrou 91,4 mm de chuva. Já em Jaboatão dos Guararapes a quantidade de chuva superou 59,6 mm. Em Olinda, foram registrados 30,2 mm de chuva, enquanto que em São Lourenço da Mata a quantidade de chuva foi de 49,6 mm.

SENADO APROVA MARCO CIVIL DA INTERNET

O plenário do Senado Federal aprovou nesta terça-feira (22) o projeto de lei que institui o Marco Civil da Internet, considerado uma espécie de Constituição para uso da rede no país. O texto, que foi aprovado no mês passado pela Câmara dos Deputados, não sofreu alteração de conteúdo pelos senadores e seguirá agora para sanção da presidente da República.

O projeto, que estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para internautas e provedores, tramitou por menos de um mês no Senado. A pedido do Palácio do Planalto, os senadores aliados barraram as propostas de alteração sugeridas. Se isso ocorresse, o texto teria que retornar para análise dos deputados, o que adiaria a aprovação.

O governo tinha pressa em aprovar a matéria devido à conferência internacional sobre governança na internet, que será realizada em São Paulo nesta semana. A presidente Dilma Rousseff vai participar do evento nesta quarta e quer levar o Marco Civil como uma das respostas do seu governo às denúncias de que autoridades e empresas brasileiras teriam sido espionadas pela NSA, agência de inteligência dos Estados Unidos.

O projeto, porém, não é recente. Foi enviado em 2011 pelo Executivo à Câmara dos Deputados e só aprovado em 25 de março deste ano após intensa negociação entre parlamentares e Planalto. A chamada neutralidade de rede, princípio considerado um dos pilares do projeto, foi aprovada e passará a vigorar com a sanção da nova lei.

O armazenamento de dados no Brasil, que era considerado uma prioridade para o governo com objetivo de coibir atos de espionagem, não foi aprovado. Essa obrigação já havia sido derrubada pelos deputados para viabilizar a aprovação na Câmara (veja regras abaixo).

No plenário do Senado, a aprovação só foi possível porque os senadores aprovaram um requerimento de inversão de pauta, o que levou o projeto ao primeiro item a ser votado nesta noite. Governistas tentaram acordo com a oposição para dar urgência ao projeto, mas não conseguiram consenso com PSDB e DEM.
A oposição não foi contrária ao Marco Civil da forma como está, mas alegou que o Senado poderia "aperfeiçoar" o texto, segundo afirmou o líder do DEM, José Agripino (RN). "Eu quero só um mês para desatar alguns nós desse Marco Civil da Internet", apelou.

O líder do PSDB, Aloysio Nunes (SP), disse que os senadores têm "um papel a cumprir" na elaboração do projeto e criticou a pressa do governo. "Existe uma disposição do governo de não aceitar nenhuma emenda, estamos proibidos de fazer emenda e, se fizermos, será apenas para constar. Essa é uma atitude autoritária da presidente da República", criticou.

Por outro lado, a ex-ministra da Casa Civil senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) negou "encaminhamento autoritário". "Há tão somente uma matéria importantíssima em pauta", rebateu. "Temos um grande evento acontecendo no Brasil, e é importante que tenhamos uma resposta concreta para regular a internet", afirmou a petista.



Neutralidade

Aprovada junto no projeto, a neutralidade de rede pressupõe que os provedores não podem ofertar conexões diferenciadas, por exemplo, para acesso somente a emails, vídeos ou redes sociais. O texto estabelece que esse princípio será ainda regulamentado pelo Poder Executivo, para detalhar como será aplicado e quais serão as exceções.

Isso será feito após consulta à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Comitê Gestor da Internet (CGI). As exceções servirão para garantir prioridade a "serviços de emergência".

Críticos da neutralidade dizem que o princípio restringe a liberdade dos provedores para oferecer conexões diferenciadas conforme demandas específicas de clientes e que sua aplicação obrigatória pode encarecer o serviço para todos indistintamente. A proposta não impede a oferta de pacotes com velocidade diferenciada.

Retirada de conteúdo

De acordo com o projeto, provedores de conexão à web e aplicações na internet não serão responsabilizados pelo uso que os internautas fizerem da rede e por publicações feitas por terceiros.
Atualmente não há regras específicas sobre o caso e as decisões judiciais variam - alguns juízes punem sites como o Facebook e Google por páginas ofensivas criadas por usuários, enquanto outros magistrados optam por penalizar apenas o responsável pelo conteúdo.

De acordo com a nova legislação, as entidades que oferecem conteúdo e aplicações só serão responsabilizadas por danos gerados por terceiros se não acatarem ordem judicial exigindo a retirada dessas publicações. O objetivo da norma, segundo o deputado Alessandro Molon, relator do projeto, é fortalecer a liberdade de expressão na web e acabar com o que chama de "censura privada".

Fim do marketing dirigido

Pelo texto aprovado, as empresas de acesso não poderão "espiar" o conteúdo das informações trocadas pelos usuários na rede. Há interesse em fazer isso com fins comerciais, como para publicidade, nos moldes do que Facebook e Google fazem para enviar anúncios aos seus usuários de acordo com as mensagens que trocam.

Essas normas não permitirão, por exemplo, a formação de bases de clientes para marketing dirigido, segundo Molon. Será proibido monitorar, filtrar, analisar ou fiscalizar o conteúdo dos pacotes, salvo em hipóteses previstas por lei.

Sigilo e privacidade

O sigilo das comunicações dos usuários da internet não pode ser violado. Provedores de acesso à internet serão obrigados a guardar os registros das horas de acesso e do fim da conexão dos usuários pelo prazo de seis meses, mas isso deve ser feito em ambiente controlado.

A responsabilidade por esse controle não deverá ser delegada a outras empresas.

Não fica autorizado o registro das páginas e do conteúdo acessado pelo internauta. A coleta, o uso e o armazenamento de dados pessoais pelas empresas só poderão ocorrer desde que especificados nos contratos e caso não sejam vedados pela legislação.


terça-feira, 22 de abril de 2014

FIM DO MISTÉRIO: PREFEITO ANUNCIARÁ A PROGRAMAÇÃO OFICIAL DA FESTA DO TRABALHADOR NA QUINTA-FEIRA (24)

Finalmente o mistério acabará na próxima quinta-feira (24) sobre quem estará presente na programação da festa do trabalhador em Araripina no dia 30 de Abril.

São vários dias de espera. O Blog Casa de Abelha inclusive antecipou que seria Garota Safada e Zezo, mas imediatamente os organizadores da festa não confirmaram o furo do nosso Blog.

Só nos resta aguardar até a próxima quinta para que o prefeito Alexandre Arraes divulgue oficialmente a programação dessa tão aguardada festa do trabalhador de Araripina e região.

INSCRIÇÃO: CORRIDA DO TRABALHADOR TERÁ STAND NA PERIMETRAL


A Prefeitura de Araripina vai até você. Faça sua inscrição nesta quarta-feira (23) às cinco da tarde no stand da Corrida do Trabalhador, localizado na Nova Perimetral. 

Uma equipe da prefeitura estará realizando uma prévia com aquecimento, motivando o bem estar e muita movimentação no espaço de encontros dos atletas araripinenses, próximo ao trevo na nova perimetral.

Grandes premiações esperam por você! Inscreva-se na tradicional Corrida do Trabalhador 2014!

Realização: Prefeitura de Araripina – Unidos por Um Novo Tempo.
Apoio: Secretaria de Cultura e Esportes.


DILMA, AÉCIO E EDUARDO EMPATAM ENTRE ELEITORES QUE OS CONHECEM


Apenas 17% dos eleitores afirmam conhecer “bem” ou “um pouco” os principais pré-candidatos à presidência da República:  Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Campos (PSB-PE), segundo pesquisa Datafolha realizada entre os dias 2 e 3 deste mês e publicada na ultima segunda-feira (21) no jornal Folha de São Paulo.

Entre este grupo de eleitores que conhecem os presidenciáveis, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) contabiliza 28% de intenção de votos, enquanto Dilma aparece com 26% e o tucano Aécio Neves ficou com 24%. A diferença pequena indica empate técnico entre os três.

De acordo com o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulinho, os eleitores que responderam conhecer os três pré-candidatos são os que têm acesso a noticiários políticos e detêm maior poder aquisitivo e conhecimento.  Mas, alerta, “nada indica que o eleitor típico de Dilma, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela”.

Nos demais cenários apresentados pelo Datafolha, no levantamento completo, Dilma pontua de 38% a 43%, sempre à frente de Eduardo Campos e Aécio Neves. O restante dos eleitores preferem outros nomes, está indeciso ou disse votar nulo ou branco.

Essa pesquisa apontou também o possível fim da hegemonia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal cabo eleitoral de Dilma. No cenário daqueles que afirmam conhecer bem Dilma, Eduardo e Aécio, desaparece o favoritismo do líder petista que governou o país por oito anos. Neste grupo, no páreo em lugar de Dilma, Lula contabiliza 32% das intenções de votos enquanto Eduardo Campos e Aécio Neves empatam em 23%.

No cenário em que a ex-senadora Marina Silva substitui Eduardo Campos, a chapa do PSB dispara na frente com 35% das intenções de voto, restando à Dilma 23% e ao tucano Aécio Neves 25%. Já numa disputa contra o ex-presidente Lula, Marina Silva angaria 32% das intenções, enquanto o petista pontua 29% e Aécio fica com 25%.


Num eventual segundo turno, ainda entre esse grupo dos 17%, Dilma poderia ser derrotada tanto por Aécio Neves (a petista teria 31% das intenções de voto enquanto o tucano estaria com 47%) como por Eduardo Campos (o pernambucano pontua 48% contra 31% da presidente).

OPOSIÇÃO VÊ EM NANICOS GARANTIA DE 2º TURNO

 Os presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) apostam nos candidatos nanicos - como o pastor Everaldo (PSC) e o senador Randolfe Rodrigues (Psol) - para que a eleição deste ano seja levada ao segundo turno. No pleito que se aproxima, pelo menos oito nomes de partidos pequenos se lançarão à disputa. É um dos maiores números desde o pleito de 1989, a primeira eleição direta para presidente após a redemocratização, quando 15 nanicos entre os 22 candidatos tentaram chegar ao Palácio do Planalto.

Naquele ano, a soma dos percentuais de todos eles chegou a 5,5%. De acordo com as pesquisas de intenção de voto divulgadas até o momento, os nanicos de 2014 estão no mesmo patamar. Os índices somados variam entre 4% e 5%. Este índice, segundo avaliação da oposição, pode ajudar a levar a eleição ao segundo turno.


segunda-feira, 21 de abril de 2014

IMAGEM FALA MAIS DO QUE CONVERSA DE MESA DE BAR

Não restam dúvidas que fazer oposição é bem mais cômodo do que ser governo. É secular saber que criticar é mais fácil que elogiar.
Vez por outra vemos na política interiorana, alguns membros das oposições se equivocarem e fazer o maior estardalhaço com algum boato de beira de esquina ou de mesa de bar.

Sem entrar em detalhes, porque pra um bom entendedor, meia palavra já basta, nos referimos ao apoio político do ex-deputado Bringel ao projeto político de Roberta Arraes para deputada estadual. Assim como Bringel, Moises Nery e Moisés Filho declararam também apoio irrestrito à nova candidata do Araripe.


Conversa de mesa de bar já diz tudo, são apenas conversas de mesa de bar...

MALHAÇÃO DO JUDAS: TRADIÇÃO RELIGIOSA EXTRAVASA INSATISFAÇÃO POPULAR

Todo ano é assim, e não tem erro: no fim de semana da Páscoa é dia de malhar o Judas segundo os rituais cristãos. Seja em São Paulo, na Bahia, ou em qualquer outro lugar do país, bonecos dos personagens mais "odiados" do ano são destruídos com toda a fúria pela população começando logo no Sábado de Aleluia, e em alguns casos se estendendo até o domingo.

Introduzida pelos portugueses e espanhóis no século XVI, a Malhação do Judas também é conhecida por enforcamento ou queimação. A tradição atualmente representa o julgamento popular contra Judas Iscariotes, um dos discípulos de Jesus que teria o traído segundo a Bíblia.

Este ano, os mais odiados foram mesmo a presidenta Dilma e o ex-presidente Lula, principais personagens em vários episódios de corrupção e desvio de dinheiro público.

PESQUISADORES DESCOBREM NOVA FALHA DE SEGURANÇA NO WHATSAPP

Pesquisadores da Universidade de New Haven descobriram uma falha de segurança no aplicativo WhatsApp. Após estudos eles perceberam que invasores podem descobrir facilmente a localização de um usuário sempre que ele compartilha com um amigo o local onde está.
Ainda conforme os pesquisadores, o problema acontece porque o aplicativo usa o sistema de localização do Google Maps, fazendo uso de imagens do mapa do Google para compartilhar a posição de seus usuários no espaço. O problema é que o WhatsApp faz essa transmissão de maneira desprotegida, sem um certificado de segurança.
Com isso, fica fácil para um hacker que está vigiando a rede conseguir essas informações, sem nem ao menos precisar utilizar o aplicativo.
Reincidente
O problema maior é que esta não é a primeira vez que especialistas detectam falhas de segurança no aplicativo móvel. Em março, um grupo de segurança holandês descobriu que era possível um invasor acessar o histórico de conversas dos usuários do Whatsapp com muita facilidade.
A empresa holandesa Double Think informou que o problema permitiria a outros aplicativos acessar livremente o histórico de mensagens dos usuários do sistema operacional Android. Isso só era possível porque a base de dados do WhatsApp é salva em no cartão SD, que, com a autorização do usuário, pode ser lida por qualquer aplicativo para Android.
Parte superior do formulário